s exportações de trigo da Rússia foram revisadas para baixo na temporada 2019/2020 devido a secas parciais que estão sendo registradas no país, segundo informações divulgadas pela Agência Reuters. Além disso, as agências de previsão IKAR e SovEkon revisaram suas estimativas para a safra para baixo, o que significa que a Rússia pode perder seu título de maior exportador mundial de grãos para a Ucrânia.
Nesse cenário, a IKAR reduziu suas perspectivas de exportação de trigo em 500.000 toneladas, chegando em um total 36,5 milhões de toneladas, e as exportações totais de grãos em 1,4 milhão de toneladas, totalizando 46 milhões de toneladas. Quanto à SovEkon, a agência revisou as perspectivas de exportação de trigo e grãos totais em 600.000 e 500.000 toneladas, para 37,6 milhões e 48,9 milhões de toneladas, respectivamente.
Ainda assim, as exportações totais de trigo deverão superar as 34,2 milhões de toneladas que foram exportadas no ano de 2018. Para completar, a safra total de trigo para 2019 é estimada em 80 milhões de toneladas pela IKAR e 82,2 milhões de toneladas pela SovEkon, em comparação com as 72 milhões de toneladas colhidas no ano passado.
No entanto, as informações que foram divulgadas pela Reuters dão conta de que a Ucrânia pode ultrapassar a Rússia nas exportações. Isso porque, agências e consultorias locais indicam que o país está em vias de exportar 49 milhões de toneladas de grãos somente nesta temporada, o que o colocaria em destaque no cenário mundial de exportação de grãos alimentícios.
Fonte: Agrolink